Presidente da Caixa diz que classe média pagará juros mais altos por habitação

Pedro Guimarães destacou que o foco é atender pessoas de renda menor

Durante a cerimônia de posse, o novo presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, declarou que a população de classe média terá que pagar juros de mercado para fazer o financiamento da casa própria. A sinalização é de que essa taxa aumente, já que as taxas mais baixas deverão ser de uso de programas como o Minha Casa Minha Vida, e os demais sigam os juros apontados pelo mercado.

O novo presidente da Caixa não deu detalhes de quanto seriam os juros em questão. Atualmente o Minha Casa Minha Vida tem juros máximos que atingem 8,47% ao ano. O programa é disponível para quem tem uma rende familiar de até R$ 7 mil.

Pedro Guimarães também afirmou que irá vender até R$ 100 bilhões em operações de crédito imobiliário que a Caixa tem junto aos agentes do mercado. A estratégia seria uma forma de ganhar mais recursos, também conhecida como securitização.

O setor imobiliário é uma das apostas de recuperação da economia brasileira. Após fortes quedas, Michel Temer aumentou o limite do financiamento da casa própria, utilizando recursos do FGTS, para R$1,5 milhão em todo o país. Além disso, medidas como a questão do distrato, que multa quem desistir da compra do imóvel, também foi aprovada no fim de 2018.

da Agência do Rádio

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil