Marconi e Cristóvão inauguram Escolas Padrão Século XXI no Jardim Ingá

O governador Marconi Perillo entregou duas Escolas Padrão Século XXI, de Tempo Integral, em Luziânia: a Hélio Rodrigues de Queiroz, no Mansões Recreio Parque Estrela Dalva VIII ; e a Delfino Oclécio Machado, ambas no Jardim Ingá.

O prefeito de Luziânia, Cristóvão Tormin, contou que o governador Marconi já levou “dois Colégios Padrão Século XXI para Luziânia”, e mais dois para o Parque Jardim Ingá. Ele destacou que o governador é parceiro de sua administração, “pois ele não mede esforços para investir em Luziânia nas áreas de educação, saúde, segurança, cultura e saneamento”.

O governador fez questão de frisar, aos estudantes, professores e pais de alunos que prestigiaram a inauguração do colégio, que esse espaço é da escola, mas servirá também à comunidade. E reforçou que a escola pode ser utilizada para casamentos, festas juninas, para cultos e missas. “Estou autorizando vocês a compartilharem essa escola com todas as famílias do Jardim Ingá, porque esse é o único espaço que democratiza oportunidades, colocando os mais pobres em pé de igualdade com os mais ricos”, afirmou.

Colégio Hélio Rodrigues de Queiroz – Século XXI – A Escola Padrão Século XXI do Mansões Recreio Parque Estrela Dalva VIII tem 2.971,72 m2 de área construída, recebeu investimento de R$ 4,2 milhões e terá 420 alunos do Ensino Fundamental e Médio (os alunos estavam estudando em escolas municipais cedidas pela prefeitura).

Ao descrever a funcionalidade dessas escolas, a secretária de Educação, Cultura e Esporte, Raquel Teixeira, lembrou que “as pessoas nascem com as mesmas capacidades, mas é por meio das ações do governo que podemos oferecer as melhores oportunidades, que vão fazer diferença em suas vidas”.

Colégio Delfino Oclécio Machado – Século XXI – A Escola Padrão Século XXI do Jardim Ingá tem 2.971,72 m2 de área construída, recebeu investimento de R$ 4,2 milhões e terá 1.680 alunos (mas deve chegar a mais 2 mil alunos com a abertura de novas vagas) do Ensino Fundamental II, Ensino Médio e EJA (Educação de Jovens e Adultos).

Raquel Teixeira reconheceu que as Escolas Padrão Século XXI “são construídas a muitas mãos porque ninguém faz um escola, padrão de primeiro mundo como essa, sozinho, pois ela agrega o que há de mais moderno em infraestrutura, tecnologia e conceito pedagógico”. Para ela, esse é um espaço de transformação, “que agrega conhecimento e valor aos nossos jovens”.

 

Fonte: Goiás Agora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: