Administração Política

A importância do marketing para o candidato

Na definição de mercado, o marketing está diretamente relacionado à identificação de uma necessidade e a partir disso é criado um produto para que seja adquirido pelos consumidores. No marketing politico temos que vender a imagem do candidato para os eleitores.

O candidato diante da concorrência imposta na área da política precisa buscar meios de atrair e conquistar o eleitor, e a relação que ocorre entre os dois é uma troca, onde o candidato oferece benefícios e em troca deseja obter o voto do eleitor. Muniz (2007, p.1) diz que o “marketing político é um conjunto de técnicas e procedimentos que tem como objetivos adequar um candidato/candidata ao seu eleitorado potencial […].”

Segundo Tomazelli (1988) O candidato deve utilizar as estratégias de marketing com o objetivo de conseguir atrair a atenção dos eleitores e posteriormente conquistar o seu voto. O marketing político deve ser utilizado por quem deseja desenvolver um meio para “vender-se bem”. O candidato é formado por diversos fatores, entre eles os pessoais, sua atuação entre outros.

O marketing começou a ser utilizado no processo político do Brasil a partir de Getulio Vargas. Segundo Mattielo e Ribeiro (2006, p.2) “a abordagem mercadológica dentro do contexto político brasileiro surge a partir de Getulio Vargas, considerado o primeiro ex-presidente a ter um marqueteiro, o jornalista Lourival Fontes.”

A aplicação do marketing político tem como objetivo possibilitar ao candidato alcançar seus objetivos através de mecanismo próprio. Segundo Tomazelli (1988) marketing político é “o estudo de todas as variáveis que envolvem o mercado eleitoral e que se constitui na ferramenta indispensável para a viabilização de uma prática política.”

De acordo com Manhanelli (1988), o que deve ser trabalhado com o candidato no marketing político é identificar os pontos fortes do candidato, aprimorá-los e posteriormente orientá-lo para que possa aumentar as oportunidades de atingir o seu objetivo. Pois o marketing político tem o objetivo de identificar as qualidades do candidato, direcionando estratégias com o objetivo de alcançar os eleitores que se identifiquem com o com o projeto, buscando reduzir as deficiências que o candidato tenha.

Portanto, a utilização do marketing pode contribuir para o processo eleitoral. Assim as pessoas que tem interesse em ter, manter ou conquistar um cargo público devem utilizá-lo, tendo em vista a projeção de uma imagem e sua manutenção frente ao eleitorado.

REFERÊNCIAS

KOTLER, Philip. Marketing para o século XXI: como criar, conquistar e dominar mercados. 11 ed. São Paulo: Futura, 1999.

KOTLER, Philip. Administração de marketing: análise, planejamento, implementação e controle. 5 ed. São Paulo: Atlas, 1998.

MANHANELLI,  Carlos  A.  Estratégias  Eleitorais: marketing  político. São Paulo: Summus,1988.

MANHANELLI,  Carlos  A. Eleição é Guerra: marketing para campanhas eleitorais. São Paulo: Summus, 1992.

MATTIELO, Camila Murari; RIBEIRO, Maria de Fátima dos Santos. FAE, 2006. A importância do marketing político e eleitoral no processo decisório do voto: Análise das campanhas eleitorais dos deputados Sidney Beraldo e Simão Pedro. Disponível em: < www.fae.br/memoria/PDF/camila_artigo_pos_ok.PDF > Acesso: 06 de nov.2011

MUNIZ, Eloá. 2007. Marketing Político Conceitos e Definições. Disponível em: < http://www.eloamuniz.com.br/artigos.php >. Acesso em: 06 de nov. 2011

TOMAZELLI, Luiz Carlos. Marketing político. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1988.

 

*Adalberto Félix é administrador, blogueiro e palestrante.

Adalberto Félix
Blogueiro, Presidente do Conjuv de Luziânia e administrador. Possui experiência em atendimento publicitário, assessoria parlamentar e relações com o mercado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *